segunda-feira, 1 de setembro de 2008

não vale cruzar os dedos!

vocês me prometem que não vão me esquecer?

prometem?

eu espero que o pé de carambola não me esqueça,nem o mar que fica embaixo da minha casa,nem os livros não lidos.
A menina que tinha 24 gatos, o tio rico e a arquibancada que já nem existe mais,prestem atenção: não me esqueçam,certo?
Por favor,você que aparece nos meus sonhos pra dizer que me ama,não me esqueça.
Nem você,lembrança loira-magrinha-amavél.
Não me esquece piercing no queixo,nem você que é escritor,nem a mais charmosa de todas elas. Não me esquece no tempo,não se perde de mim.
Não me esqueçe,estrela da minha vida,não me esquece,cabelo enroladinho,por favor não me esquece. Aqueles que vivem de esconderijos favor também não esquecer.
Não me esquece,sementes de algoodão do campo grande que eu tanto gosto quando invadem minha casa sem nem pedir pra entrar.
Meu amor,meu menino,pra você nem preciso pedir né?


tenho medo de perder a memória,e mais medo ainda de não consegui esquecer.

2 comentários:

lalai disse...

ai que lindo, lú.
senti uma angústia...
acho que tb tenho medo.
mas "quem jamais te esqueceria..." ;D

Júlia disse...

nao esqueço não

e nem cruzei os dedos
e prometo, só prometo
pq quem jura

mente.